Novas tecnologias que aumentam a segurança e reduzem os custos na sua empresa


Entenda como reduzir custos operacionais e aumentar a segurança de ambientes internos com a adoção de novas tecnologias.


Atualmente a segurança patrimonial é primordial para assegurar que a empresa não tenha perdas patrimoniais. Sendo assim a  gestão de segurança patrimonial visa salvaguardar os ativos das organizações, desde seu patrimônio físico e intelectual, produtos e serviços,  ao patrimônio mais importante: as pessoas. Sentir-se seguro em um ambiente monitorado dá a elas a liberdade para investir esforços em sua atividade fim, garantindo a integridade física e contribuindo para a integridade psicológica.


É verdade que a implantação de sistemas de controle e gestão de segurança patrimonial demanda investimentos para a aquisição de equipamentos, manutenção de uma equipe de reação nos ambientes e também gastos na reposição das credenciais das pessoas autorizadas, mas graças à adoção das novas tecnologias de mercado, cada vez é mais barato e mais seguro controlar e gerir o acesso e a segurança dos ambientes o que reflete na redução de custos gerais da empresa.


A evolução e disseminação dos smartphones, o avanço da tecnologia de vídeo analítico, a inteligência virtual e o autoatendimento são alguns exemplos de tecnologias que podem aumentar a segurança e reduzir custos na gestão de acesso, se bem aplicadas. Conheça algumas das tecnologias já disponíveis no mercado de segurança:


Credenciais virtuais


Mais de 95% dos adultos (de 18 a 44 anos) possuem seu próprio smartphone. O Gartner prevê que até 2020, 20% das organizações adotarão “credenciais virtuais” no lugar de crachás para controle de acesso físico. Esta decisão se dá com base em dois pilares: 1 – Não há custo para reposição de uma credencial virtual; 2 – Utilizando smartphones para validação de acesso é possível atender aos três fatores de autenticação:

  1. Reconhecer algo que você tem (o smartphone);

  2. Reconhecer algo que você sabe (um Pin, por exemplo);

  3. Reconhecer algo que você é (biometria).

As credenciais virtuais podem ser utilizadas em conjunto com equipamentos de controle de acesso ou, ainda, em ambientes totalmente abertos, sem barreiras, tornando a experiência das pessoas autorizadas menos invasiva. As credenciais virtuais podem ser distribuídas de diversos modos: em smartphones, relógios inteligentes ou sem qualquer tipo de credencial física para reconhecimento, beneficiando-se do reconhecimento biométrico.


Bluetooth/NFC


Bluetooth e NFC são as tecnologias de comunicação de curto alcance mais populares no mundo. No ramo da Segurança Patrimonial são utilizados como método de identificação virtual, podem ser utilizadas para liberação de acesso a ambientes controlados, cancelas, portas, portões e praticamente qualquer outro equipamento eletrônico.


No cenário da segurança patrimonial o Bluetooth apresenta os melhores benefícios, além de estar presente em praticamente qualquer smartphone, notebook ou smartwatch  é uma tecnologia de comunicação ativa, com maior alcance do que o NFC, permitindo a instalação de equipamentos em locais que não precisam estar visíveis (na parte interna de uma porta, por exemplo), evitando o vandalismo em caso de tentativas de invasão, sendo recomendado para locais remotos ou para locais que buscam uma arquitetura sem equipamentos aparentes.


QR Code


Em ambientes que já possuem uma estrutura com equipamentos de acesso, é possível a utilização de um código impresso temporizado como credencial virtual. Impresso na tela do smartphone ou smartwatch e com curta validade, este tipo de aplicação exige apenas a troca do leitor comum dos equipamentos de controle de acesso por um leitor QR Code, sem exigir um alto investimento com a troca dos equipamentos, a segurança é garantida pela validade da credencial, que não poderá ser reutilizada por mais de pessoa pois é renovada sempre que realizado um acesso ou pelo temporizador.


Biometria


O uso da biometria, reconhecimento de uma característica biológica individual, para o controle de acesso sempre foi motivo de excitação em projetos de segurança, dada a praticidade de uso e o nível tecnológico que demonstra. Na prática, mesmo os sistemas mais avançados de reconhecimento biométrico possuem uma margem de falha e exigem investimento alto para sua implantação, devido à necessidade de processamento rápido de uma grande quantidade de informações para aumento da assertividade.


Para aliar a alta tecnologia com baixo custo, a solução é unir a tecnologia biométrica com um segundo método de validação, como uma senha ou algo que a pessoa possui (validação 1 para 1). Com a utilização da credencial virtual em smartphones, por exemplo, é possível ter as duas validações em um método único.

Terminais de autoatendimento


Realizar operações em terminais de autoatendimento já faz parte de nosso cotidiano. Desde o uso de caixas eletrônicos à retirada de senhas para atendimento ou o check-in nos aeroportos, terminais de autoatendimento resolvem também a rotina de entrega de credenciais provisórias para colaboradores, visitantes, alunos e qualquer outro tipo de pessoa controlada pelo sistema.


A experiência do usuário com um terminal de autoatendimento pode ir além de um fluxo simples de atendimento. Com o uso de computação cognitiva, inteligência artificial e reconhecimento facial, é possível entregar aos usuários do terminal (seus colaboradores e visitantes) uma experiência inovadora e acolhedora, reduzindo o trabalho nas recepções de maior fluxo e até servindo de único ponto de recepção em localidades onde não há presença humana, como unidades fabris em localidades remotas ou portarias 24×7.


Portaria Virtual


A Portaria Virtual é uma forma eficaz de controle para localidades com baixo fluxo de visitantes, onde não se justifica a presença de um recepcionista ou um terminal de autoatendimento para distribuição de credenciais, nem de muito investimento em segurança eletrônica. Esta tecnologia permite que um único atendente possa monitorar vários ambientes, liberar acesso, abrir portas ou soar sinais de emergência em um ambiente fisicamente distante, a partir do uso de vídeo monitoramento e o acionamento de uma “campainha virtual”.


Além da economia com profissionais, podendo controlar mais de um ambiente com o mesmo recurso humano, há significativo aumento da segurança. Sem um profissional fisicamente no local controlado não há possibilidade de invasão por rendição e tomada de sua credencial, salvaguardando assim a integridade física do recepcionista e aumentando o nível de segurança do ambiente.



Com a adoção das novas tecnologias de mercado, é possível aumentar o nível de segurança dos ambientes, adicionando mais de um fator de autenticação para liberação de acesso sem que seja necessário aumentar o parque de equipamentos ou aumentar o pessoal necessário para gestão da segurança. Para ambientes onde ainda não há qualquer tipo de controle, a implantação de sistemas seguros com base nas novas tecnologias reduz os investimentos e proporciona alto índice de escalabilidade com investimentos cada vez menores.


Para realizar um controle eficaz, pouco invasivo e que proporcione aos usuários uma ótima experiência de uso, é preciso ter a participação de um profissional ou empresa especialista na gestão de segurança, que poderá avaliar cada cenário e propor soluções inovadoras, alinhadas com a evolução do mercado.


Conheça as soluções da Senior para gestão de Acesso e Segurança


Erico Theis Pereira dos Santos é Analista Técnico do Suporte de Gestão de Acesso e Segurança, Performance Corporativa e Aplicativos e Tecnologia 


#seniorsistemas #adinfo #gestao_de_acesso_e_seguranca

7 visualizações

Interaja conosco através de nossas redes sociais

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

Atendimento

Seg - Sex: 08h às 18h

Fone: (75) 3482-2704 ou (75) 3623-5456

© Copyright - AD Informática